Século XVIII   
   
1703 - Tratado de Methuen (tratado comercial entre Portugal e a Grã-Bretanha)   
1706 - Morre D. Pedro II e sucede-lhe o filho, D. João V   
1715 - Aparece o jornal "A Gazeta de Lisboa"   
1716 - Início da construção do Palácio-Convento de Mafra   
1727 - O café é introduzido no Brasil   
1729 - Descoberta de diamantes no Brasil   
1731 - Início da construção do Aqueduto das Águas Livres   
        - Introdução da ópera italiana em Portugal   
1732 - Início da construção da Torre dos Clérigos no Porto   
1734 - Descoberta de jazidas de ouro em Mato Grosso (Brasil)   
1738 - A Misericórdia de Lisboa cria a Lotaria   
1750 - Morre D. João V e sucede-lhe o filho, D. José I   
        - Sebastião José de Carvalho e Melo, mais tarde conhecido como Marquês de Pombal, é nomeado Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Guerra.   
1751 - Abolição da escravatura dos índios no Brasil   
1754 - Início da construção da Torre dos Clérigos, no Porto   
1759 - O Marquês de Pombal expulsa de Portugal a Companhia de Jesus (Jesuítas)   
1761 - Abolição do tráfico de escravos no reino   
        - Fundação do Real Colégio dos Nobres   
1769 - É fundada uma fábrica de chapéus em Elvas   
1770 - O comércio é declarado "profissão nobre, necessária e proveitosa"   
1773   Morre D. José I e sucede-lhe a filha, D. Maria I   
1777 - D. Maria I demite e desterra o Marquês de Pombal   
1779 - Início da construção da Basílica da Estrela   
        - Fundação da Academia Real das Ciências   
1784 - Inauguração da iluminação pública nas ruas de Lisboa.   
1785 - Casamento de D. João VI com Carlota Joaquina   
1792 - O príncipe D. João assume o governo devido a sua mãe (D. Maria I) ter enlouquecido   
1796 - Fundação da Biblioteca Pública de Lisboa   
1797 - Introdução do papel-moeda em Portugal   
   
Século XIX   
   
1806 - Bloqueio de Portugal Continenal imposto por Napoleão   
1807 - Assinatura do tratado secreto de Fontainebleau.   
        - Primeira invasão francesa comandada pelo general Junot.   
        - Partida de D. Maria I e toda a família real para o Brasil.   
        - O Rio de Janeiro passa a ser a sede do governo português e a capital do reino.   
1808 - Abertura do comércio brasileiro ao comércio internacional   
        - Batalhas de Roliça e Vimeiro entre os exércitos anglo-luso e francês.   
        -  Convenção de Sintra onde Junot se compromete a sair de Portugal   
1809 - Segunda invasão francesa (Soult)   
        - Retirada das forças napoleónicas graças à acção das tropas anglo-lusas.   
1810 - Terceira invasão francesa comandada pelo general Massena.   
        - Batalha do Buçaco e das Linhas de Torres que são decisivas na vitória contra os franceses.   
        - Nascimento de Alexandre Herculano, escritor   
1811 - Retirada dos Franceses   
1815 - O Brasil é elevado a Reino   
1816 - Morre D. Maria I e D. João VI sobe ao trono   
1817 - Conspiração liberal em Lisboa liderada por Gomes Freire de Andrade.   
        - D. Pedro, filho de D. João VI, recebe o título de Príncipe do Brasil.   
1818 - Casamento de D. Pedro IV de Portugal com D. Maria Leopoldina de Áustria.   
1819 - Nascimento de D. Maria II de Portugal no Rio de Janeiro.   
1820 - Revolução Liberal no Porto   
1821 - Extinção da Inquisição (Tribunal do Santo Ofício)   
        - Regresso de D. João VI e da sua corte a Lisboa.   
        - D. Pedro permanece no Brasil como regente   
1822 - Episódio do “Grito do Ipiranga”: D. Pedro proclama a independência do Brasil.   
        - Aclamação de D. Pedro como Imperador e Defensor Perpétuo do Brasil.   
        - D. João VI jura, em Lisboa, a Constituição Liberal.   
1823 - Vila-Francada, golpe de Estado conduzido por D. Miguel I de Portugal, filho do rei, com o intuito de pôr fim ao regime liberal.   
1824 - Abrilada, segunda tentativa de golpe de Estado da autoria do mesmo português, D. Miguel sai do país e fixa-se na Áustria.   
1825 - Fundação das Escolas Régias de Cirurgia de Lisboa e Porto.   
        - Reconhecimento oficial da independência do Brasil, por parte de D. João VI.   
        - Nascimento de Camilo Castelo Branco, escritor.   
1826 - Morte de D. João VI.   
        - O Conselho de Regência, presidido pela Infanta D. Isabel Maria, escolhe D. Pedro como sucessor da coroa portuguesa sob o título de D. Pedro IV de Portugal.   
        - D. Pedro IV declara a Carta Constitucional.   
        - O rei, por ser Imperador do Brasil, abdica do trono a favor da filha, na condição desta vir a casar com o tio, D. Miguel I.   
1828 - Golpe de Estado absolutista   
        - Novo regresso a Portugal de D. Miguel I.   
        - As Cortes de Lisboa aclamam D. Miguel rei absoluto.   
1831 - D. Pedro abdica do trono brasileiro e junta-se aos liberais, na Europa, com sua filha D. Maria   
1832 - Início da guerra civil que se prolongará por dois anos.   
        -  Desembarque dos liberais no Mindelo e ocupação do Porto.   
1833 - Ocupação de Lisboa pelo Duque da Terceira, comandante dos liberais.          
        - D. Miguel transfere o governo para Santarém.   
1834 - Derrota das tropas de D. Miguel nas batalhas de Almoster e Asseiceira.   
        - Convenção de Évora-Monte que termina com a guerra entre liberais e absolutistas.   
        - Deposição das armas e partida para o exílio de D. Miguel.   
        - Morte de D. Pedro IV.   
        - Aclamação de D. Maria II de Portugal.   
1835- Introdução em Portugal da máquina a vapor aplicada à indústria
1836- Casamento da rainha com D. Fernando de Saxe-Coburgo-Gotha.
         - Revolução de Setembro que restabelece a Constituição de 1822.
- Reformas na Instrução Pública no governo de Passos Manuel.
- Criação de liceus.
- Fundação das Academias Reais de Belas-Artes de Lisboa e Porto.
- Belenzada: golpe de Estado envolvendo a própria rainha, com intenção de recuperar os poderes que lhe haviam sido retirados pelo governo setembrista.
- Revolta dos Marechais como reacção à Revolução de Setembro.
1838- Nova Constituição portuguesa, jurada por D. Maria II
- Nascimento de D. Luis I
1842- Novo golpe de Estado, liderado por Costa Cabral, com o intuito de derrubar a Constituição de 1838 e restaurar a Carta Constitucional.
- Promulgação do novo Código Administrativo.
- Reorganização da Guarda Nacional.
- Reforma das Câmaras Municipais.
- Nascimento de Antero de Quintal, escritor, poeta e filósofo.
1843- Início da construção do Teatro D. Maria II
1846 - Crise financeira portuguesa
 - Fusão do Banco de Lisboa com a Companhia Confiança Nacional, da qual resulta o Banco de Portugal
 - Inauguração do Teatro D. Maria II
 - Revolta da Maria da Fonte e consequente queda do governo de Costa Cabral
1849- Costa Cabral regressa e preside de novo ao governo
1850- Inauguração, em Lisboa, da iluminação pública a gás (30/07/1850)
1851- Revolta do marechal Saldanha, Regeneração, com o intuito de derrubar Costa Cabral
1852- Introdução em Portugal do sistema métrico decimal - É estabelecida a Mala-Posta entre Lisboa e Porto
1853- Entra em circulação o primeiro selo postal português
- Morte de D. Maria II; D. Fernando, pai de D. Pedro V, fica regente na menoridade deste.
1855- Subida ao trono de D. Pedro V
- Inauguração do 1º telégrafo eléctrico do país
1856- Inauguração do troço de linha férrea, Lisboa Stª Apolónia -Carregado (Construção Iniciada em 1853)
1859- Fundação do Curso Superior de Letras
1860- Fundação do Hospital Dona Estefânia
1861- Morte do rei D. Pedro V e subida ao trono de seu irmão, D. Luiz I
1864- A população portuguesa é de cerca de 3 800 000 habitantes
- Fundação do Diário de Notícias
- Fundação do Banco Nacional Ultramarino
- Publicação do 1º Código Civil português
1865- Fundação da Companhia União Fabril
- Fundação do Partido Reformista
1866- Morte de D. Miguel I no exílio
1867- É abolida a pena de morte para os crimes excepto por traição durante a guerra
1868- É inaugurado o serviço directo de Lisboa a Madrid, para passageiros de primeira classe.
1869- Abolida a escravatura em em todos os territórios portugueses
1870- É decretada a extinsão definitiva da escravatura em todos os domínios portugueses
1871- Primeiros movimentos grevistas portugueses
1875
- Fundação do Partido Socialista Português
1876- O Crime do Padre Amaro, de Eça de Queiroz
- A Cartilha Maternal de João de Deus
- Início da construção da ponte metálica sobre o Tejo em Santarém (1876-1881)
- Fundação do Partido Progressista
1877- Inauguração da ponte ferroviária D. Maria no Porto permitindo assim a ligação ferroviária entre Lisboa e Porto
- 1ª Travessia entre Angola e a costa do Índico por Serpa Pinto
1878- Instalação das primeiras iluminações eléctricas em Lisboa
1882- Inauguração da Linha da Beira Alta
1884- Travessia de África (Angola-Moçambique) por Hermenegildo Capelo e Roberto Ivens.
1887- Início da exploração do Sud-Express, ligando Lisboa-Madrid-Paris e Calais.
- Inauguração da linha férrea Lisboa-Sintra
1888- Assinatura do contrato de construção das obras do porto de Lisboa, com o construtor francês Hildenert Hersent
1889- Inauguração da linha férrea Cascais-Pedrouços
- Morte de D. Luis I e consequente aclamação de D. Carlos I de Portugal
1890- Comemoração, pela primeira vez, do 1.º de Maio em Lisboa
- Chegam a Portugal as primeiras locomotivas "Compound", construídas pela casa inglesa Beyer Peacock, destinadas à Companhia Real
- Inauguração da Estação central do Rossio, em Lisboa
- Ultimato britânico obriga Portugal a abandonar o território entre Angola e Moçambique.
- Governo progressista cai e António de Serpa Pimentel é nomeado para formar novo governo.
- Composição da marcha A Portuguesa por Alfredo Keil, futuro hino nacional de Portugal.
- Eleições legislativas, tumultos causam 10 mortos e mais de 40 feridos. Eleitos 3 deputados republicanos por Lisboa.
- Tratado de Londres assinado com a Grã-Bretanha define limites territoriais de Angola e Moçambique.
- Remessas dos emigrantes no Brasil caem 80%, contribuindo para grave crise financeira.
1891- Congresso do Partido Republicano. É aprovado o programa oficial do partido
- Revolta do 31 de Janeiro: Tentativa de implantação da República no Porto
- Congresso de Coimbra do Partido Socialista Português (06/1891) ( não é o actual )
- Bancarrota do Estado Português. O papel-moeda desvaloriza cerca de 10%
1894- Primeiro jogo de futebol Porto-Lisboa
1895- Inauguração, no Porto, da primeira linha de tracção eléctrica urbana, entre Massarelos e a Cordoaria
1896- A Fábrica das Moagens Gomes, construída na Cova da Piedade, entre 1896 e 1898, é a primeira construção de betão armado de que há referência em Portugal
1899- Aquisição à fábrica francesa Fives-Lille de locomotivas a vapor, para o serviço de rápidos entre Lisboa-Porto. Levavam 7 horas e poucos minutos.
1900- Iluminação eléctrica pública em algumas vilas e cidades
- Plano geral das vias férreas a Norte do Mondego
- Inauguração da Exposição Universal de Paris
- Criado o Sanatório Marítimo do Outão
- Início da publicação do jornal "O Mundo" dirigido por França Borges
- Em 1900, o censo populacional recenseou no território continental português pouco mais de 5 milhões de pessoas (5.016.267), das quais 356 mil residiam em Lisboa. Sabiam ler 22% e mais de 3.000.000 de portugueses eram trabalhadores agrícolas (61,65%), enquanto só 20% estavam na indústria, 6% no comércio e menos de 1% na Administração Pública, número inferior aos 1,17% que viviam de rendimentos ou aos 1,67% que eram considerados trabalhadores domésticos

REIS E RAINHAS DE PORTUGAL - CRONOLOGIA
CRONOLOGIA DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

HGP

História e Geografia de Portugal  © Carlos Silva 2013-2018
Email: